A manada está em todos os lugares

A Agência Manada, remando contra a maré da crise, expande seus horizontes e inaugura uma filial na Islândia, vislumbrando este mercado em potencial. Só que não.

(FOTO: REPRODUÇÃO/SHAEFIERCE)

(FOTO: REPRODUÇÃO/SHAEFIERCE)

Conhecida como “Pedra do Elefante”, esta é uma formação rochosa, formada predominantemente por basalto, que se encontra na ilha de Heimaey, localizada no arquipélago de Vestmannaeyjar, no sul da Islândia. A ilha é uma das várias formadas por vulcões e, acredita-se que um dos vulcões da região, Eldfell (que significa ‘montanha de fogo’), seja o responsável pela formação do elefante rochoso.

(FOTO: REPRODUÇÃO/SHAEFIERCE)

(FOTO: REPRODUÇÃO/SHAEFIERCE)

O vulcão tem mais de 600 metros de altura e é conhecido por não apresentar sinais prévios e entrar em erupção sem aviso, obrigando os habitantes da ilha a agir rápido. Usando um sistema de bombeamento eles puxam água fria do mar para resfriar rapidamente a lava em movimento, antes que ela alcance a cidade de 4.500 habitantes, a única povoada da cadeia Vestmannaeyjar, causando enormes estragos.

(FOTO: FLICKR/MICHAEL CLARKE)

(FOTO: FLICKR/MICHAEL CLARKE)

Essas formações rochosas são efeito de uma grande erupção em 1973 que quase devastou a população da ilha. Também é um exemplo clássico de um fenômeno chamado de pareidolia – quando uma imagem é percebida como algo diferente do real.

(FOTO: REPRODUÇÃO/SHAEFIERCE)

(FOTO: REPRODUÇÃO/SHAEFIERCE)

Fonte: Revista Galileu (http://revistagalileu.globo.com/Sociedade/noticia/2015/10/formacao-rochosa-que-parece-um-elefante-emerge-na-islandia.html)